WeCambio - Faça sua oferta pelo preço desejado

Quem são os homenageados nas notas de dólar?

Uma curiosidade é que os presidentes só foram aparecer nas cédulas no século 20. Antes, as ilustrações eram de nativos norte-americanos ou figuras da mitologia grega

Por Caio Pilato dia em Curiosidades

Quem são os homenageados nas notas de dólar?

USD 1

George Washington, primeiro presidente do país (1789-1797). Participou da convenção que elaborou a Constituição e oi comandante-em-chefe do Exército Continental na Guerra de Independência

Imagem: Grande Selo dos EUA, símbolo oficial que equivale ao brasão de armas

USD 2:

 Sim elas existem, mas estão cada vez mais raras e já não são mais impressas.

Thomas Jefferson, terceiro presidente (1801-1809) e um dos principais autores da Declaração da Independência.

Imagem: Declaração da Independência (1826), pintura de John Trumbull.

USD 5

Abraham Lincoln, 16º presidente (1861-1865). Liderou o norte do país durante a Guerra Civil, aboliu a escravidão e modernizou a economia.

Imagem: Lincoln Memorial, monumento localizado em Washington D.C., inaugurado em 1922, com arquitetura que emula um templo grego.

USD 10

Alexander Hamilton, primeiro secretário do Tesouro dos EUA. Participou ativamente da criação do que viria a se tornar o banco central do país.

Imagem: Departamento do Tesouro dos Estados Unidos. Criado em 1789, é responsável por arrecadar taxas, imprimir cédulas e cunhar moedas.

USD 20

Andrew Jackson, sétimo presidente (1829-1837). Fundou o Partido Democrata e ampliou os direitos do cidadão comum.

Imagem: Casa Branca, residência e local de trabalho do presidente dos EUA desde 1800.

USD 50

Ulysses S. Grant, 18º presidente (1869-1877). Ajudou na reconstrução do sul, após a Guerra Civil, perseguiu a Ku Klux Klan e ampliou os direitos civis.

Imagem: Capitólio, em Washington. É a sede do Congresso, inaugurada em 1800 (mas a grande cúpula só foi adicionada em 1855).

USD 100

Benjamin Franklin, um dos “pais fundadores” dos EUA. Teórico, cientista, inventor, diplomata e ativista dos direitos humanos. (É por causa deste retrato que “Benjamin” é usado como gíria para dinheiro nos EUA).

Imagem: Salão da Independência, localizado na Filadélfia. Aqui, a Declaração da Independência e a Constituição foram debatidas e assinadas.

Fonte: US Currency e Federal Reserve

  • Compartilhe esse Post:
  • Facebook
  • Twitter

Deixe seu comentário aqui: